Screen Shot 2015-09-05 at 22.56.13NESTA EDIÇÃO:

  • Enzimas super poderosas pág. 3
  • Entrevista com Gustavo Volkart e Rodrigo Carvalho págs. 4 e 5
  • O Quinto Nado págs. 6 e 7
  • Depoimento de Gherda Elisabeth Hupfeld. pág. 10
  • XVIII Copa Brasil pág. 11
  • Um Recorde de superação págs. 18 e 19.

Clique aqui para baixar o PDF.

PALAVRA DO PRESIDENTE

Prezados amigos, mais uma vez tenho o prazer de dirigir-me a vocês já passado metade de 2011. Estamos aproximando-nos de nossos últimos eventos, e o mais próximo será o tradicional Torneio na querida Ribeirão Preto. Da RECRA, da nossa estimada Tia Cecília, que tanto fez pela natação master brasileira, e que sempre nos recebe de braços abertos. Ela, junto com a Diretoria da Recreativa, sempre apoiou a realização deste Torneio.

A última competição será o tão esperado Campeonato Panamericano, o maior evento de esporte aquático master no Brasil desde o Mundial de 1990. Para este evento um planejamento de mais de dois anos está sendo empreendido, de forma que possamos repetir o sucesso do mundial de 90, que foi conduzido pelo nosso primeiro Presidente Silvio Kelly e sua equipe de abnegados colaboradores. Hoje as exigências de nossos atletas são maiores, assim como o nosso desafio é ainda maior. Dessa forma, contamos com a participação em massa de nossos associados, que estendemos a todos os esportistas brasileiros. A participação de todos é que trará sucesso para o evento.

A vida que levamos nos dias de hoje não nos dá espaço para devaneios, uma roda que gira freneticamente não nos deixa ver e sentir pequenas coisas, pequenos detalhes, viver o momento, sem pensar no dever do futuro. No entanto, às vezes a vida nos prega uma peça, e quando a gente menos espera, uma tempestade acontece, trazendo prejuízos irreparáveis, mostrando que devemos viver o momento, e nos dar oportunidade de dizer às pessoas queridas, que elas são amadas, dando um pouco mais de carinho e atenção para quem também nos quer bem.

Hoje estou engajado na área esportiva como dirigente porque um dia meu pai decidiu que eu devia praticar a natação para curar uma doença respiratória quando jovem.

Depois, foi meu grande incentivador nas competições que participava, quando voltei a nadar como master.

E lá estava ele presenciando a minha primeira competição na ABMN em maio de 1990. Somente depois de muita conversa ele passou a nadar em nossas competições, já na faixa dos 70 anos. Nadou até ano passado, e para minha surpresa foi Top Five de 2010 na faixa dos 85 anos.

Obrigado a todos pelas mensagens que me enviaram.

Carlos Roberto da Silva – Carlão
Presidente da ABMN

Outras edições
Escreva um comentário

Seu e-mail não será publicado ao comentar. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Você pode usar estes códigos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

limpar o formulárioEnviar